Relações com Investidores

Acompanhamento de Metas

ESG

Para o alcance da sua visão 2030, o AgroGalaxy assumiu um Novo Posicionamento com metas e ações de curto prazo (2022). Com o propósito de integrar ESG na estratégia e dinâmica da sua operação, destacam-se o compromisso com desafios globais, como o aumento da diversidade no quadro, incluindo cargos de liderança, e, além do incentivo ao uso de biossoluções, excluir completamente do portfólio produtos banidos pela OMS, ainda que a venda seja permitida no Brasil. Dessa forma, o AgroGalaxy busca incentivar positivamente o agronegócio nacional, com ações voluntárias ligadas a aspectos ESG.

Compromissos-chave para 2030 e metas para 2022

a. Oferecer soluções inovadoras, com o melhor suporte técnico para agricultores adotarem protocolos mais sustentáveis, com ganhos de produtividade, rentabilidade e resiliência climática para a propriedade rural.

 

 b. Colaborar para a preservação da biodiversidade, apoiando o combate ao desmatamento, com ações para recuperação de áreas degradadas junto aos agricultores, inclusive por meio de educação, financiamento e modelos para pagamento por serviços ambientais, em parcerias com outras organizações.

c. Criar uma cultura organizacional inclusiva, que desenvolve e valoriza talentos, baseada nos pilares da Diversidade, Integridade, Inovação e Sustentabilidade, expandindo o alcance do AgroGalaxy para o desenvolvimento humano no campo e a qualidade de vida para as comunidades rurais.

 

 Destaques ESG

O Início de 2022 foi marcado por grandes avanços em dois temas prioritários relacionados aos compromissos-chave assumidos e publicados no Relatório Anual 2021 em 26/04/2021.

Política de Crédito com critérios ESG | Meta 5

No dia 28 de janeiro de 2022, foi aprovada pelo Conselho de Administração do Agrogalaxy, a atualização da Política de Crédito da cia com duas importantes novidades. A primeira é a extensão das diretrizes de forma uniforme para todas as suas unidades de negócio e a segunda, a inclusão da Análise de Risco Socioambiental com mais rigor nos critérios ESG nas propriedades dos clientes financiados pela cia.

Após a publicação, todas as equipes de Crédito & Recebimento e Comercial, foram capacitadas nas novidades da política, a partir de encontros virtuais e presenciais com os times de ESG e Jurídico. Além disso, os novos procedimentos de análise, incluíram a adoção da ferramenta Safe da empresa Agrotools para garantir agilidade e automatização das análises das áreas dos clientes AgroGalaxy, de acordo com a meta de monitoramento dos 100% de clientes ativos em 2022. Até o final de março, já estão na base de análise automatizada da Safe 5.136 propriedades que contemplam 3.2 MM de hectares em área e 3.228 clientes (13%) ativos. São 15 itens ambientais e sociais que avaliam as propriedades rurais em critérios estabelecidos pela cia como impeditivos ou restritivos. A estrutura da área de Crédito & Recebimento foi adaptada com novos profissionais para garantir o atendimento das novas demandas geradas pela atualização da política. A partir de março, as equipes começaram a reportar semanalmente as análises das áreas e identificando as questões a serem olhadas no detalhe para maior segurança.

“Entendemos que o avanço no rigor da análise dos critérios socioambientais na concessão de crédito é um processo de aprendizado para todos os elos da cadeia agrícola que trará benefícios no curto e médio e prazos para todo o mercado. O AgroGalaxy está imbuído do seu papel de incentivar as melhores práticas, levando estas novas ferramentas de identificação e rastreabilidade para apoiar as demandas do nosso cliente para ter uma produção responsável e um produto seguro, gerando mais valor à sua propriedade.”, relata José Ricardo Romanini, Diretor de Crédito e Recebimento.   

Lançamento do Instituto Agrogalaxy | Meta 3

 No dia 10 de fevereiro de 2022 foi lançado oficialmente o Instituto AgroGalaxy, tendo como idealizadores o presidente do Conselho de Administração da cia, Sebastian Popik e o CEO do AgroGalaxy, Welles Pascoal. O evento que foi transmitido pelo youtube, contou ainda com a participação dos Conselheiros do Instituto. Um dos destaques da nova entidade é justamente o seu modelo de governança, que conta com nomes de referência na pauta nacional do Agronegócio Sustentável, todos independentes e voluntários são eles:

  • Tarcila Ursini – Chief Purpose Office na EB Capital, membro do board em empresas como Agrogalaxy, Korin, JSL e Grupo Baumgart
  • Marcello Brito – CEO da CBKK, membro do board em organizações como Coalizão Brasil, Clima, Florestas e Agricultura, Conservação Internacional, Instituto Arapyau e Black Jaguar.
  • Aline Locks – CEO da Produzindo Certo e Diretora Executiva da Aliança da Terra
  • Marcelo Morandi – Pesquisador e Chefe Geral da Embrapa Meio Ambiente
  • Isabela Pascoal Becker – Diretora de Sustentabilidade da Daterra Café e Diretora Executiva da Fundação Educar

“O projeto é um passo relevante para cumprir os compromissos socioambientais do AgroGalaxy. A chegada do Instituto consolida um ideal que acompanha a empresa desde o seu início. A ideia é destinar parte do nosso lucro para gerar impacto positivo no meio ambiente, na produção agrícola e na vida do trabalhador rural. Em outras palavras, queremos ser a ponte entre a voz do campo e as soluções sustentáveis”, afirma Sheilla Albuquerque, Diretora-Presidente do Instituto Agrogalaxy e Vice-Presidente (VP) de Negócios do Agrogalaxy.

Em março foi lançado o Primeiro Desafio do Instituto Agrogalaxy com chamada para soluções de apoio ao agricultor brasileiro na Transição para a Agricultura Regenerativa. Ao final do período de inscrições, foram recebidos 92 projetos que serão selecionados para um Pitch Day com a banca julgadora no início de junho. Dentre os 10 pré-selecionados, 03 soluções receberão o apoio do Instituto para serem implementadas no campo.